terça-feira, 11 de janeiro de 2011

eu quero a esperança de óculos

Há quem faça as compras, há quem faça as contas, já dizia o Humberto Gessinger no vídeo de ano novo. Eu não fiz nenhum dos dois ainda. De que vale mudança no calendário se o mundo continua ignóbil e se continuamos os mesmos, comendo lentilha,  lembrando das criancinhas africanas e fingindo que o mundo é diferente. Mas não é. É a mesma merda. Ainda assim, gosto dessa atmosfera, mesmo sendo ela utópica e hipócrita ao mesmo tempo. Como pode? Gosto da festa, dos amigos reunidos, de chegar em casa, abraçar o cachorro e ficar olhando o tempo, sentindo os primeiros ares do ano. Se quer mesmo saber, também gosto de pensar que esse ano vai ser diferente. Mesmo sabendo que não. Same shit, different day, dizia o Jonesy no livro do Stephen King que li no natal. Gosto de acreditar nessas coisas, que a sordidez do mundo não é indelevél, mesmo que pareça. Vi num filme uma vez que no mundo ainda há mais bondade que maldade. E é justamente isso que me faz correr demais os riscos dessa highway. É nisso que penso toda vez que entro em casa e vejo a samambaia lá na varanda, fazendo a "parte" dela. Me faz pensar quem é que está realmente vegetando. *Será que eu estou ficando louca? Sim, completamente pirada. Mas vou te contar um segredo: as melhores pessoas são assim.  Então, desbitolemos-nos poxa!


* trecho emprestado de Alice's Adventures in Wonderland.


12 comentários:

Daniel "Amarelo" disse...

primeiraço! hehehe que milagre, aqui sempre fica cheio! hehehe

Eu também acho que é utópico e hipócrita ficarmos 1 ou 2 meses pensando em mudar, orando pelos necessitados etc.
mas acho que é melhor 2 meses assim, do que 12 meses sem pensamentos positivos.
Acho que se não tivesse essa comoção toda de natal e ano novo, não nos motivariamos a começar a mesma merda de novo, "tudo novo de novo".

Acho que fiquei com um pouco mais de fé no mundo, por incrível e ambíguo que pareça, depois que li o último livro de Dan Brown. e já dizia um amigo meu que é historiador: "Ficção não é o oposto de Verdade, o oposto de Verdade é Mentira".. isso me confortou.

Feliz (ou reflexivo) ano novo para você, querida!
beijos

ALice disse...

surreal querida.

Eduard disse...

Tua cara mesmo esse trecho de Alice no país das maravilhas, sua crazy mary.

Boas conspirações, digo inspirações, pra esse começo de ano, pulei as ondas, comi tudo que tinha direito, só faltava mesmo ler seu texto.

;*** Bells

Andarilho disse...

Seja benvinda a 2011.

A virada do ano traz, sim, viradas de comportamento. Cabe a nós proporcionar isso.

E jamais se esqueça do cara que, para mudar o mundo, descobriu que precisava mudar a si mesmo...

Felipe Santos disse...

É sempre agradável passar por aqui, e ver que tem texto novo.

Estamos sós e nenhum de nós sabe exatamente onde vai parar!

Beijo.

Cris disse...

Obrigada querida pela visitinha em meu blog. Uma linda e abençoada semana.beijinhos

Lice disse...

Eu tambem ainda acho que tenha mais bondade que maldade.

ótimo texto querida.

Lily Quel disse...

Um amigo me disse que nossa amizade se sustenta porque sentimos coisas parecidas...faz sentido. Até porque minha irmã sempre diz que só tenho amigos estranhos, daí penso comigo, pois é, eu sei que sou estranha! Então quando você escreve: "Então, desbitolemos-nos poxa!", isso me soa como um conselho, porque se você é minha amiga, pode crer, desbitolada você já é...isso já é um passo, uma vez que sempre damos conselhos que não cumprimos! Todo regra tem sua excessão não é mesmo?

Texto instigante como sempre!

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Também gosto de pensar que amanhã será diferente, que o mundo vai cair na real e que o bem vai vencer o mal.
Eu ainda acredito em tudo isso.

Saudade de vc, Josy!

Beijão!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O negócio é relaxar e só! O resto vem desbitoladamente....ahahaha.

Beijo imenso, Josy linda.

Rebeca

-

D. Pimentel disse...

É sempre bom ter todos que amamos por perto. Acho que estão faltando loucos por esse mundo ... loucos que vejam que tudo está errado, mas no fim mudado ou não o mundo continuará girando do mesmo jeito.

Beijos...
saudades de passar por aqui.

Bill Falcão disse...

A samambaia na varanda é que me mostra algum sinal de vida útil em tudo isso, Josy!

Desculpe minha ausência prolongada da blogosfera. Muitas mudanças aconteceram e ainda tem coisa pela frente.

Como você citou um filme no post, deixo aqui o convite pra você ver a resenha que fiz sobre Cidadão Kane. O link tá lá no Jornal da Lua. Creio que você vai gostar, mesmo que não tenha visto o filme. É assim como a samambaia, percebe?
Bjooo!!!